sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

No books, no life.

Eu não consigo ficar sem nada para ler. Quando termino um livro já tenho outro garantido em mãos. Até acho estranho quando pergunto às pessoas o que elas estão lendo e elas respondem: "nada". Na minha vida isso não é possível. É tipo uma necessidade biológica. Eu preciso ter uma história na cabeça, ou uma história para onde correr sempre que preciso.

Outro motivo de não ficar sem leitura deve ser porque não suporto ficar sem nada para fazer. Sinto como se estivesse desperdiçando tempo. Um livro pode ser aberto a qualquer hora, em qualquer lugar (tirando aqueles como Game of Thrones ou Nárnia, que não cabem em qualquer bolsinha).

Pelo medo de acabar um livro e depois ficar sem ter o que ler, sempre levo um segundo livro quando vou viajar (dependendo do tamanho da viagem e do meu avanço no livro). Se eu estiver na metade de um livro médio já levo outro; nunca se sabe o quão entediante vai ser uma viagem com a família. Por isso dei graças aos deuses quando, na minha última viagem, acabei As vantagens de ser invisível e já tinha A menina que roubava livros preparado para começar. Se não fosse isso eu teria que ficar indo sozinha para a piscina porque minha prima de 12 anos preferia ficar assistindo televisão.

2 comentários:

Clara Brito disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clara Brito disse...

"Se não fosse isso eu teria que ficar indo sozinha para a piscina porque minha prima de 12 anos preferia ficar assistindo televisão." Revoltante!