domingo, 26 de setembro de 2010

I need somebody to love.

Tem muito amor dentro de mim. Faz mal ele não sair. Faz mal ficar preso. As pessoas a quem o dedico não são suficientes. A oferta supera a demanda. Principalmente a oferta do amor romântico; esse acho que nunca presenciou uma demanda significativa. Sempre que estou em presença deles, observo os casais. Acho a cumplicidade entre (alguns) deles bonita. Mãos entrelaçadas, um abraço acolhedor, um beijo inocente (na testa ou no nariz), olhos brilhantes, sorrisos de lua crescente, afagos nos cabelos, gentilezas, às vezes tapinhas repreendedoras e brincalhonas. Isso deve ser bom. Ter alguém com o qual “desperdiçar” seu amor. E ser a pessoa que receberá amor “desperdiçado” de alguém.

Nenhum comentário: