sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

#Dia 12 – Um conto

O melhor brinquedo do condomínio.
Louco pelos Beatles que era, não dividia as músicas deles com ninguém. Um dia, deitado na cama de solteiro de Maria, numa daquelas tardes de amor de lençol, ela levantou para fazer tocar o Abbey Road. Era a primeira menina da vida dele que gostava de Beatles, e quando ele descobriu isso, já era tarde demais pra terminar. Todo mundo achava loucura, mas nada lhe tirava da cabeça que gostar de meninas que não curtissem os meninos de Liverpool o deixava à vontade pra morrer ouvindo 'Something' sem pensar em nenhuma Carolina, Aline, Luana ou naquela que era a mulher mais maravilhosa do mundo calçando tênis amarelo e blusa do Smiths.
Ela procurava o cd na prateleira enquanto ele pensava em mil desculpas para sair correndo do quarto:
- Eu tô sentindo que minha casa está sendo assaltada, preciso ir embora.
- Essa é a melhor hora do dia pra colher o manjericão da minha horta caseira, preciso ir embora.
- Lembrei que tenho consulta marcada no dermatologista em dez minutos, preciso ir embora.
Lembrou que morava em apartamento, não cultivava uma horta caseira e que tinha pavor à médico. Começou a suar frio na hora que o drive do som abriu, e achou que fosse ter um troço quando ela apertou play. Mas foi bem nessa hora, que ela virou pra ele, cabelo bagunçado, a pinta do lado esquerdo do queixo, a blusa do Homem-Aranha, a pele cor de leite sem nescau, e disse:
- Olha, eu sei que você sabe a história de cada faixa, sabe todas as mensagens supostamente subliminares da foto da capa e deve saber de có um punhado de curiosidades pra me contar. Sei ainda que você tá odiando que eu coloquei esse cd, porque esses caras pra você, são que nem filho único quando ganha o melhor brinquedo do condomínio: não divide com ninguém.
Então, eu vou lhe dizer. Eu gosto dos Beatles porque quando eu tinha seis anos, eu era louca por animais do mar e meu pai organizou a festa do amigo Polvo. E todo mundo da festa ganhava uma fita com a música 'Octopus Garden' gravada. Cresci ouvindo essa música e pra mim, ela tem cheiro de brigadeiro e do perfume do meu pai. Então, eu não vou roubar os Beatles de você, porque eles já são meus primeiro, tá?
Puxou-a pra si na mesma hora em que começava 'Come Together'. E enquanto sentia o cheiro do seu shampoo, fechou os olhos e não conseguiu não pensar:
- Porra, lá se vai Octopus Garden.

-x--x-
Só por causa da camisa do Homen-Aranha.
Quem escreveu esse conto foi a Nathália.

Um comentário:

Juliana Lacerda disse...

Ai, uqe cute amiga!
Eu TE VI todinha como sendo a menina da blusa do Homem aranha!!!
xx