domingo, 5 de fevereiro de 2012

Iguanas










No meu aniversário, ano passado, eu e algumas amigas dispostas fomos para um nightclub (The Pub) comemorar. Como a data é em janeiro, verão no hemisfério sul, todas (ou a maioria) das almas de Recife, Pernambuco, fogem para as praias do Estado e a cidade fica quase vazia. O que não ajudou muito na nossa comemoração, já que o The Pub também estava deserto. (Sério, ao longo da noite acho que só umas 30 pessoas passaram por lá, 50% acima dos 30.) E depois eu voltei pra casa frustrada porque nada foi como tinha pensado.

Então foi natural eu pensar que esse ano seria a mesma coisa. Com o agravante de que já é Carnaval, a cidade bomba com as prévias (no mesmo dia acontecia a do Guaiamum Treloso) e ninguém tem saco pra ir para discotecas. Fiz um evento no Facebook chamando umas trinta pessoas (da faculdade e do colégio), umas sete pessoas confirmaram lá, mas como de praxe em eventos organizados pela rede de Mark, o número que realmente apareceu foi mínimo: duas pessoas, no caso. Eu poderia ter arrumado outra maneira de comemorar. Mas já tinha marcado com o povo do curso de Inglês (há um ano tentamos sair pra dançar) e não podia desmarcar com eles mais uma vez. Sem nenhuma expectativa então, lá fomos nós para o Iguana Café.

And boy did I have fun! As probabilidades não poderiam estar mais enganadas. Nos divertimos horrores na sexta caliente! Não tinha muita gente bonita, mas tinha gente – e o melhor, gente animada. A maioria das pessoas que eu chamei não foram, mas as que foram com certeza fizeram valer a pena. Pra quem não sabe, o Iguana fica no mesmo lugar onde era a finada The Pub. Vou parecer baba ovo e não estou recebendo nada para falar isso, mas que trabalho excelente que fizeram na mudança! A decoração é linda, cheia de caveiras e no melhor estilo mexicano. Onde antes ficavam só os sofás, foram pintadas casinhas típicas e os assentos se tornaram coloridos. Os esqueletos que descem do teto parecem que vão pular a qualquer momento. O palco foi diminuído para abrigar também uma pickup latina e um palquinho para os dançarinos. Tem dançarinos! Animam todo mundo enquanto dançam na pista e no balcão do bar. Enfim realizei meu sonho de dançar no balcão do Iguana. E para os que desejarem, tem aquele negócio que você bebe tequila e alguém sacode sua cabeça.

Tive flashbacks da noite ruim do ano anterior e também da outra noite tão boa que mais tarde se tornou horrível, mas só por alguns minutos. O melhor foi que recebi minha primeira mensagem multimídia (creia) de uma pessoa linda que se esforçou, mas no último minuto não conseguiu ir. Sério, amiga, foi como se estivesses lá.

Meu trauma passou. Há tempos não me divertia tanto.

Um comentário:

Letty disse...

AMEGAAAAAA!
Juro que queria ir... Mas esse mês realmete nao rola. Mas que bom qur você se divertiu e realizou seu sonho. HAHA

\o/
xx